Criando um Database utilizando DBCA em Silent Mode

A ferramenta gráfica DBCA (Database Configuration Assistant) normalmente é utilizada para criar, modificar ou mesmo excluir um banco de dados. Mas podem haver momentos em que o uso da interface gráfica não seja possível, seja inviável ou até mesmo que você não queira utilizar da ferramenta gráfica (para uma criação rápida de um banco utilizando um template, por exemplo).

Para esses momentos, o DBCA (e praticamente todos as ferramentas que envolvam a administração de bancos de dados Oracle) te permite utilização sem o acionamento da UI (User Interface), através do modo silencioso (silent mode).

Neste artigo vamos explorar a criação de um banco de dados standalone cujos datafiles são armazenados no disco local.

Em um artigo futuro, vamos exploraremos a criação de um banco de dados RAC utilizando o DBCA.

Para a criação de um banco de dados através do DBCA em modo silencioso (silent mode) é utilizado o argumento “-silent” como um parâmetro durante a execução do DBCA. Outros parâmetros incluem o global database name, nome da instância, localização dos datafiles, qual template a ser utilizado para a criação do bd e etc.

Muitos dos parâmetros são opcionais e podem ser ignorados, porém, caso não informe algum dos parâmetros obrigatórios o DBCA irá perguntar qual valor utilizar durante sua execução.

Também podemos utilizar um arquivo de resposta (Reponse File), que conterá todos os argumentos a serem utilizados durante a execução do DBCA, o que facilita quando há a necessidade de criar muitos bancos parecidos, onde são alterados apenas alguns dos aspectos individuais de cada novo database.

Criando um novo Banco de Dados utilizando DBCA em Silent Mode

-silent
Instrui o DBCA a rodar em modo silencioso (Silent Mode)

-createDatabase
Informa ao DBCA que estamos criando um novo banco de dados.

-templateName
Informa ao DBCA qual template a ser utilizado na criação do novo banco de dados. O Template General_Purpose é um template default, já existente na biblioteca do DBCA.

A vantagem da utilização de templates é que você não precisa especificar as muitas outras opções para a criação do banco, como a localização dos datafiles e controlfiles por exemplo.

O DBCA irá pegar esses valores do template e, caso você informe algum parâmetro diferente dos que existem no template, fará com que o DBCA utilize o valor do argumento passado por você, ignorando o que está no template.

-gdbname
O Global Database Name de nosso novo banco de dados.

-sid
O nome da instância que será criada e iniciada durante o processo.

-responseFile
Informamos ao DBCA que não vamos utilizar um response file

-characterSet
Estamos utilizando o characterSet AL32UTF8.

-totalMemory
O Total de memória que será alocada (em MB) para este novo banco de dados.

-emConfiguration
Informamos ao DBCA que não queremos que o serviço do Enterprise Manager seja iniciado.

*Verifique ao final deste artigo uma lista com todos os argumentos que podem ser utilizados na criação do banco.

Lista de parâmetros utilizados na criação de um novo banco de dados com DBCA:

 

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *